SÁVIO SANTORO

Atuou como solista de várias orquestras brasileiras e realizou recitais em Benin, China, Costa Rica, EUA, Finlândia, Guatemala, Inglaterra, Itália, Nova Zelândia, Paraguai, Peru, República Dominicana, Romênia e Trinidad e Tobago. Foi violista da Orquestra Sinfônica Nacional de 1993 a 2008, da Jeunsesses Musicales World Orchestra na temporada 1997-1998 e cossolista da Osesp em sua tournée europeia de 2007. Dentre os prêmios que recebeu, destacam-se o 1° lugar na Showpiece String Competition, promovida pela Boston University, e no V Concurso Nacional de Cordas de Juiz de Fora. É mestre em Música pela Yale University e doutor pela Boston University. Desde 2009, é professor de Viola e Música de Câmara da UFPE.

PAULA BUJES

A violinista gaúcha reside no Recife desde 2013 e reinventa seu virtuosismo na efervescência cultural da cidade. Ao lado do violoncelista Pedro Huff, lançou em 2017 seu primeiro álbum, Afluências, financiado coletivamente por mais de 300 apoiadores. É spalla da orquestra do Baile do Menino Deus (2017) e assina a direção musical do aclamado espetáculo A dita curva (2018). É professora de Violino da UFPE e doutora em Artes Musicais pela Universidade Estadual da Louisiana, sob orientação de Espen Lilleslåtten. Paula é especialista no método de violino de Trendafil Milanov e atualmente trabalha juntamente com discentes na adaptação do método búlgaro ao contexto brasileiro.

PEDRO HUFF

Violoncelista e compositor, mantém atividade artística intensa na música de concerto e na música popular. Em 2017 lançou o CD Afluências, ao lado da violinista Paula Bujes, renovando a perspectiva da música brasileira para violino e violoncelo. Em 2017, com o apoio do Funcultura, circulou pelo estado de Pernambuco com o trio instrumental Freveribe, na inusitada formação violoncelo elétrico, guitarra e bateria. É professor de Violoncelo da UFPE e doutor em Música pela Universidade Estadual da Louisiana sob a orientação de Dennis Parker. Sua obra Frevo do acaso foi gravada e executada em diferentes formações, e publicada na revista acadêmica Música Hodie.

SUSAN HAGAR

Violinista natural do Recife, participa da cena musical da cidade tocando em orquestras e grupos de câmara. É integrante do Quinteto Pernambucano, que estreou em 2017, com o intuito de divulgar a música de concerto do Nordeste do Brasil. Teve sua formação acadêmica nos EUA, com mestrado em Performance pela Universidade Baylor e mestrado em Pedagogia Suzuki na Universidade de Hartford. Atualmente é professora de violino na Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque, desenvolvendo um trabalho através do Método Suzuki, e onde também atua como maestrina da Orquestra Infantil do projeto. Também é professora substituta de violino na UFPE.

SÁVIO SANTORO

Atuou como solista de várias orquestras brasileiras e realizou recitais em Benin, China, Costa Rica, EUA, Finlândia, Guatemala, Inglaterra, Itália, Nova Zelândia, Paraguai, Peru, República Dominicana, Romênia e Trinidad e Tobago. Foi violista da Orquestra Sinfônica Nacional de 1993 a 2008, da Jeunsesses Musicales World Orchestra na temporada 1997-1998 e cossolista da Osesp em sua tournée europeia de 2007. Dentre os prêmios que recebeu, destacam-se o 1° lugar na Showpiece String Competition, promovida pela Boston University, e no V Concurso Nacional de Cordas de Juiz de Fora. É mestre em Música pela Yale University e doutor pela Boston University. Desde 2009, é professor de Viola e Música de Câmara da UFPE.

PAULA BUJES

A violinista gaúcha reside no Recife desde 2013 e reinventa seu virtuosismo na efervescência cultural da cidade. Ao lado do violoncelista Pedro Huff, lançou em 2017 seu primeiro álbum, Afluências, financiado coletivamente por mais de 300 apoiadores. É spalla da orquestra do Baile do Menino Deus (2017) e assina a direção musical do aclamado espetáculo A dita curva (2018). É professora de Violino da UFPE e doutora em Artes Musicais pela Universidade Estadual da Louisiana, sob orientação de Espen Lilleslåtten. Paula é especialista no método de violino de Trendafil Milanov e atualmente trabalha juntamente com discentes na adaptação do método búlgaro ao contexto brasileiro.

PEDRO HUFF

Violoncelista e compositor, mantém atividade artística intensa na música de concerto e na música popular. Em 2017 lançou o CD Afluências, ao lado da violinista Paula Bujes, renovando a perspectiva da música brasileira para violino e violoncelo. Em 2017, com o apoio do Funcultura, circulou pelo estado de Pernambuco com o trio instrumental Freveribe, na inusitada formação violoncelo elétrico, guitarra e bateria. É professor de Violoncelo da UFPE e doutor em Música pela Universidade Estadual da Louisiana sob a orientação de Dennis Parker. Sua obra Frevo do acaso foi gravada e executada em diferentes formações, e publicada na revista acadêmica Música Hodie.

SUSAN HAGAR

Violinista natural do Recife, participa da cena musical da cidade tocando em orquestras e grupos de câmara. É integrante do Quinteto Pernambucano, que estreou em 2017, com o intuito de divulgar a música de concerto do Nordeste do Brasil. Teve sua formação acadêmica nos EUA, com mestrado em Performance pela Universidade Baylor e mestrado em Pedagogia Suzuki na Universidade de Hartford. Atualmente é professora de violino na Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque, desenvolvendo um trabalho através do Método Suzuki, e onde também atua como maestrina da Orquestra Infantil do projeto. Também é professora substituta de violino na UFPE.